Concentração de conídios, forma e época de aplicação de Metarhizium anisopliae no controle de Spodoptera frugiperda (Lepidoptera: Noctuidae) em milho - G.BIO

G.BIO - Grupo de Pesquisa e Extensão em Controle Biológico

+55 19 984495279
G.BIO - Grupo de Pesquisa e Extensão em Controle Biológico

Pesquisas

Grupo de Pesquisa e Extensão em Controle Biológico

Concentração de conídios, forma e época de aplicação de Metarhizium anisopliae no controle de Spodoptera frugiperda (Lepidoptera: Noctuidae) em milho

Este trabalho teve por objetivo avaliar o efeito do fungo entomopatogênico Metarhizium anisopliae no controle da lagarta-do-cartucho, Spodoptera frugiperda, em milho. O experimento foi conduzido no campus do C. U. Moura Lacerda, Ribeirão Preto, SP, com o plantio de milho híbrido sendo realizado em 14/11/2003. O fungo M. anisopliae isolado B29 foi fornecido pela Biocontrol®, Sertãozinho, SP. Foram testados nove tratamentos, que foram: aplicação de calda (fungo + água, 200 l/ha) dirigida aos cartuchos, aos 21 dias após o plantio, nas concentrações de (1) 1,0×1012, (2) 2,0×1012, (3) 4,0×1012, (4) 8,0×1012 e (5) 1,6×1013 conídios (con.) viáveis/ha; (6) aplicação de calda, aos 31 dias, 2,0×1012 con./ha; (7) aplicação de calda aos 21 e 31 dias, 2,0×1012 con./ha; (8) aplicação de grãos (fungo + arroz), manualmente, dentro dos cartuchos, aos 31 dias após o plantio, 1,6×1013 con./ha e; (9) testemunha (sem controle). O delineamento experimental foi de blocos ao acaso, com quatro repetições e parcelas de 10m2. Foram realizadas amostragens dos danos causados em cartuchos (escala de notas) e da produção. Pôde-se verificar que, a partir dos 33 dias após a aplicação de M. anisopliae (plantas com 54 dias após o plantio), a testemunha apresentou plantas significativamente mais danificadas que nos demais tratamentos (Tukey ou Friedman, 5%). Não houve diferenças entre os tratamentos quanto ao número médio de espigas/ha. Entretanto, os tratamentos com aplicação de calda (M. anisopliae + água) aos 21 e 31 dias e apenas aos 31 dias após o plantio (2,0×1012 con. viáveis/ha) mostraram valores de peso médio de espigas e grãos significativamente superiores àqueles observados na testemunha, podendo indicar o período ideal para a pulverização. O fungo M. anisopliae isolado B29 mostrou ser viável no controle da lagarta-do-cartucho na cultura do milho, causando incremento superior a 50% na produção de grãos.

Palavras-chave: praga agrícola, lagarta-do-cartucho, Spodoptera frugiperda, Metarhizium anisopliae, milho.

Trabalho na íntegra: RE_ASPinto



Categorias:

NEWSLETTER

Cadastre-se para receber as nossas novidades e dicas.

CONTATO

Entre em contato conosco


Endereço

R. Bom Jesus, 1007 - Sala 4, Alto - Piracicaba, SP - 13419055

Telefone

+55 16 99796-5464

+55 19 984495279

Email

gebio@occasio.com.br