Impacto de inseticidas sobre populações de artrópodos capturados em armadilhas adesivas amarelas em cana-de-açúcar - G.BIO

G.BIO - Grupo de Pesquisa e Extensão em Controle Biológico

+55 19 984495279
G.BIO - Grupo de Pesquisa e Extensão em Controle Biológico

Pesquisas

Grupo de Pesquisa e Extensão em Controle Biológico

Impacto de inseticidas sobre populações de artrópodos capturados em armadilhas adesivas amarelas em cana-de-açúcar

O impacto que inseticidas causam sobre organismos não-alvo quando aplicados nas diferentes culturas é pouco conhecido no mundo. As pesquisas, até os dias atuais, se concentraram na seletividade desses produtos para inimigos naturais e bioindicadores em laboratório. Esse trabalho teve por objetivo avaliar o impacto causado por inseticidas sobre artrópodos capturados em armadilhas adesivas amarelas em cana-de-açúcar. O ensaio foi conduzido em Brodowski, SP, em cana-de-açúcar, num delineamento de parcelas subdividas, onde cada uma das 10 repetições foi distribuída em uma área de 4.000 m2. Os tratamentos foram: (1) triflumurom (Certero®, 50 mL p.c. ha-1); (2) imidacloprido (Evidence® 700 WG, 400 g p.c. ha-1); (3) imidacloprido (Cigaral®, 700 g p.c. ha-1); (4) testemunha (sem aplicação de quaisquer inseticidas). Os produtos foram aplicados em área total, em 250 L de água ha-1. Foi mantida uma área testemunha sem aplicação de inseticidas. Cada repetição consistiu de uma armadilha adesiva amarela (10 x 20 cm), presa a uma estaca na altura da folhagem da cultura, onde as coletas eram realizadas em cerca de uma semana durante 28 dias. Foram coletados 4.477 artrópodos, de um total de 14 grupos. Coletaram-se Hemiptera (38,91%) (25,51% de Psyllidae e 9,47% de Cicadellidae), Hymenoptera (30,91%), Diptera (13,56%) e Coleoptera (10,16%). Todos os inseticidas causaram impacto nas populações de diferentes grupos de artrópodos. Imidacloprido (Evidence® 700 WG) foi o mais impactante, seguido por imidacloprido (Cigaral®) e triflumurom, que diminuiu as populações de aranhas, com rápida recuperação.

Palavras-chave: controle químico; Araneae; Hemiptera; Hymenoptera; armadilha adesiva amarela.

(Apresentado no VI Workshop Agroenergia, em Ribeirão Preto, SP, em 2012)

Trabalho na íntegra: REVitor_Junqueira_aereo



Categorias:

NEWSLETTER

Cadastre-se para receber as nossas novidades e dicas.

CONTATO

Entre em contato conosco


    Endereço

    R. Bom Jesus, 1007 - Sala 4, Alto - Piracicaba, SP - 13419055

    Telefone

    +55 19 984495279

    Email

    gebio@occasio.com.br