Tamanho de amostra para avaliar a densidade populacional de percevejos em lavouras de soja - G.BIO

G.BIO - Grupo de Pesquisa e Extensão em Controle Biológico

+55 19 984495279
G.BIO - Grupo de Pesquisa e Extensão em Controle Biológico

Pesquisas

Grupo de Pesquisa e Extensão em Controle Biológico

Tamanho de amostra para avaliar a densidade populacional de percevejos em lavouras de soja

ANTUNEZ, C.C.C. et al. Tamanho de amostra para avaliar a densidade populacional de percevejos em lavouras de soja. Ciência Rural [online], v.46, n.3, p.399-404, 2016. ISSN 1678-4596.

O objetivo deste trabalho foi estimar o tamanho de amostra para medir a densidade populacional de espécies de percevejos, variando métodos de coleta, altitude e cultivares de soja. Foram utilizadas 100 lavouras de soja, distribuídas em nove municípios da região central do Rio Grande do Sul, em três safras agrícolas (2010/2011, 2011/2012, 2012/2013). Em cada lavoura, foram demarcados 30 pontos distantes em 20 metros entre si. Em cada ponto, foram coletados percevejos (adultos + ninfas) das espécies Dichelops sp., Piezodorus guildinii e Euschistus heros, por meio dos métodos pano-de-batida largo e rede entomológica, totalizando 6.000 coletas. Para cada lavoura, método de coleta e espéciede percevejo, foram estimadas a média da densidade populacional e o tamanho de amostra por meio de reamostragem. O tamanho de amostra (número de pontos) para determinar a densidade populacional de percevejos varia com o método de coleta e a densidade populacional. Usando o pano-de-batida largo para a coleta de percevejos em soja, para um erro de estimação (amplitude do intervalo de credibilidade) igual a dois percevejos e densidade populacional na classe de 1,5 a 2,0 percevejos m-2, o tamanho de amostra é 13, 77 e 15, respectivamente, para as espécies Dichelops sp., P. guildinii e E. heros.

Palavras-chave: Glycine max, método de coleta, pragas de soja, amostragem, reamostragem, dimensionamento amostral.

Observação: Apesar de não ser esse um artigo de controle biológico, o conhecimento da amostragem de percevejos certamente auxilia no controle biológico desse grupo de insetos.

Trabalho na íntegra: http://www.scielo.br/pdf/cr/v46n3/1678-4596-cr-46-03-00399.pdf



Categorias:

NEWSLETTER

Cadastre-se para receber as nossas novidades e dicas.

CONTATO

Entre em contato conosco


Endereço

R. Bom Jesus, 1007 - Sala 4, Alto - Piracicaba, SP - 13419055

Telefone

+55 16 99796-5464

+55 19 984495279

Email

gebio@occasio.com.br